BOLSA AGRONEGÓCIOS TUDO PARA SEU PLANTIO

A produção de café no Brasil é responsável por cerca de um terço da produção mundial, o que faz o País ser de longe o maior produtor – posição mantida há 150 anos. Além disso, é também o campeão mundial na exportação do produto e ocupa a segunda posição entre os países consumidores da bebida, devendo chegar à primeira colocação nos próximos anos, superando a marca dos EUA. Segundo a Associação Brasileira da Indústria do Café (Abic), o consumo per capita em 2001 era de 4,9 kg/habitante; em 2012, saltou para de 6,4 kg/habitante. Isso representa um consumo de quase 20 milhões de sacas, bem próximo dos EUA, que é de pouco mais de 22 milhões de sacas. O aumento do consumo interno da bebida é atribuído à melhoria na qualidade do café destinado ao mercado nacional, bem como ao aumento do poder aquisitivo da população.

Essa sucessão de vitórias é resultado da ação de um time coordenado, formado por quase 300 mil propriedades de café – segundo último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – em sintonia com centenas de pesquisadores, técnicos e extensionistas, todos espalhados pelas principais regiões produtoras brasileiras: Minas Gerais, São Paulo, Bahia, Paraná, Espírito Santo e Rondônia. Os esforços dessa equipe campeã foram congregados e otimizados com a criação, há 15 anos, do Consórcio Pesquisa Café, cujo programa de pesquisa é coordenado pela Embrapa Café, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Logo, as frequentes e perigosas buscas à procura de alimentos eram evitadas. Com o tempo, foram selecionados, produtividade, sabor e outras.